O Bom Gigante Amigo

Padrão

Steven Spielberg desaponta em filme sem emoção

Por Leonardo Sanchez
TÍTULO ORIGINAL: The BFG
DIREÇÃO: Steven Spielberg
DURAÇÃO: 117min
GÊNERO: Família, Fantasia
PAÍS: EUA, Reino Unido e Canadá
ANO: 2016

2


Um dos diretores mais bem sucedidos e respeitados do cinema mundial, Steven Spielberg é pai de clássicos atemporais, que sempre foram capazes de atingir pessoas das mais diversas idades e origens. Com um currículo cheio de brilhantismo, encabeçado por obras como E.T. – O Extraterrestre, a franquia Indiana Jones e Tubarão, fica difícil acreditar que Spielberg seria capaz de errar feio, muito menos em um filme voltado para as crianças. Mas O Bom Gigante Amigo é prova de que até os gênios cometem deslizes.

maxresdefault-2

Uma menina chamada Sophie (Ruby Barnhill), que vive em um orfanato em Londres, é raptada por uma criatura enorme e levada para a Terra dos Gigantes. Lá, ela e BGA (Mark Rylance) – o Bom Gigante Amigo – constroem uma forte amizade e precisam buscar a ajuda da rainha da Inglaterra (Penelope Wilton) para impedir que outros gigantes sequestrem criancinhas pelo país.

O BFG é o tipo de filme no qual você aposta todas as suas fichas. Além de ser dirigido por Spielberg, é fruto de uma parceria entre uma especialista em crianças, a Walt Disney Pictures, e a produtora responsável por vários clássicos estadunidenses, a Amblin Entertainment. Para completar a equação, ainda é inspirado no livro homônimo de Roal Dahl, um dos principais nomes da literatura infantil de todos os tempos e cuja obra já deu origem a ótimos filmes, como A Fantástica Fábrica de Chocolate, Matilda, O Fantástico Sr. Raposo e James e o Pêssego Gigante. Nada disso, porém, salva a bagunça que é O Bom Gigante Amigo.

2867892.main_image

The BFG tem uma fotografia e efeitos especiais incríveis, mas que são os únicos pontos positivos de uma obra sem alma e sem coração. Despido de qualquer carisma, o filme não tem encantamento: nem mesmo seu gigante protagonista é capaz de impressionar o público, que se entedia facilmente com a chatice e monotonia da história.  A sensação que temos é que Spielberg, cuja carreira é marcada por filmes emocionantes, cheios de sensibilidade, dormiu durante a produção de BFG ou simplesmente não teve tempo para se dedicar ao longa.

THE BFG

O filme podia muito bem ser dirigido por algum estreante, desconhecido por todos, mas assusta saber que a marca Spielberg é que está por trás dele. Um dos poucos diretores que consolidaram sua assinatura em Hollywood, o estadunidense não foi capaz de dar um toque especial ao longa da Disney, que acaba sendo extremamente infantil – ao contrário do que acontece na obra prima de Spielberg, E.T., que até hoje encanta crianças e adultos, graças ao seu apelo universal.

Talvez o grande problema da adaptação da obra de Roal Dahl esteja, antes de qualquer coisa, no próprio livro. O Bom Gigante Amigo é o tipo de história que você pode tranquilamente ver em um livro infantil, mas que definitivamente não funciona nas telas.

maxresdefault-3

Em meio às muitas – muitas mesmo! – cenas icônicas dos filmes de Spielberg, BFG surge como uma obra completamente esquecível, que não deixará uma marca ou qualquer lembrança na mente de grande parte de seu público. Não há o sentimento observado em E.T., o senso de aventura de Indiana Jones, o impacto de Tubarão ou o fascínio de Jurassic Park. Dessa forma, O Bom Gigante Amigo é um emaranhado de cenas apáticas, sem qualquer apelo – tanto para os pequenos, quanto para os adultos. Nem mesmo a trilha sonora, mais uma parceria feita com o mestre John Williams e parte marcante em toda a obra de Spielberg, se destaca.

No último ato de BFG, as coisas ainda pioram. A conclusão dada para o filme é belicista, de uma violência desnecessária. Seu desfecho exalta o militarismo e é totalmente desproporcional ao resto do filme, marcado pelo excesso de infantilidade. No fim, a mensagem dada é que a ordem e o medo são mais poderosos que a imaginação e a inocência das crianças. O Bom Gigante Amigo acaba servindo somente como um ponto fraco no currículo de um dos gigantes de Hollywood.


Anúncios

2 comentários sobre “O Bom Gigante Amigo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s