Procurando Dory

Padrão

Pixar acerta em continuação do adorado Procurando Nemo

Por Leonardo Sanchez
TÍTULO: Finding Dory
DIREÇÃO: Andrew Stanton
DURAÇÃO: 97min
GÊNERO: Aventura, Família
PAÍS: EUA
ANO: 2016
4

A Pixar sempre foi um estúdio pautado pela originalidade. Desde os avanços tecnológicos na área de animação até a riqueza e criatividade de suas histórias, a companhia sempre se destacou no cenário cinematográfico pela sensibilidade e o perfeccionismo de suas histórias. Mas ninguém em Hollywood está imune à lógica capitalista da sétima arte e, em 2011 e 2013, a Pixar deu sequência às tramas de Carros e Monstros S.A., respectivamente.

FINDING DORY

O resultado não poderia ser mais frustrante: enquanto Carros 2 é um desastre em todos os sentidos, Universidade Monstros deixou a desejar. Agora, a Pixar se aventura mais uma vez no campo das franquias, mas, desta vez, o resultado conseguiu superar expectativas.

Um ano após Dory (Ellen DeGeneres) e Marlin (Albert Brooks) atravessarem o oceano em busca do pequeno Nemo (Hayden Rolence), a peixinha azul começa a lembrar de momentos vividos durante a sua infância e decide sair em busca de seus pais. No caminho, além de conhecer novos animais marinhos, ela ainda vai reencontrar antigas amizades.

FINDING DORY

Quando os primeiros materiais de Procurando Dory começaram a ser divulgados, a sensação de “dejà vu” ficou clara: mais uma vez, o peixe-palhaço Marlin correria riscos inimagináveis para encontrar alguém querido. Somado ao comercialismo de Carros 2 e Universidade Monstros, a continuação parecia ser mais um caça níquel, longe do brilhantismo das sequências de Toy Story.

Como dizem: não se deve julgar um livro pela capa. Ou, no caso, um filme pelo trailer. Procurando Dory acabou se revelando uma animação tão inspiradora e emocionante quanto o antecessor Procurando Nemo. A jornada da peixinha em busca de sua família é tão empolgante e, ao mesmo tempo, comovente, que faz jus à grandiosidade de Nemo.

Nemo-and-Marlin-Finding-Dory

O filme é um novo acerto da Pixar, que mais uma vez mistura comédia com drama de forma ímpar. Andrew Stanton não ousa e mesmo assim dirige um filme que se sobressai no ramo da animação. É fato que Procurando Dory não traz novidades e segue uma fórmula que já se provou bem sucedida no currículo do estúdio, mas consegue superar até mesmo alguns dos filmes originais da empresa.

FINDING DORY

Procurando Dory é divertido do começo ao fim, com personagens carismáticas e piadas inseridas com sutileza, capazes de agradar crianças e adultos. Os peixes de Procurando Nemo certamente não precisavam de uma continuação, mas é bom ver que o resultado deste segundo capítulo da saga aquática da Pixar acabou sendo positivo, fazendo jus à bonita mensagem presente na animação vencedora do Oscar.

O filme volta a ressaltar a importância de família e amigos em um cenário totalmente diferente, cheio de novas possibilidades, e surpreende pela qualidade de seu roteiro.


Anúncios

2 comentários sobre “Procurando Dory

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s