Macbeth: Ambição e Guerra

Padrão

Fassbender e Cotillard brilham em adaptação de Shakespeare

Por Leonardo Sanchez
TÍTULO ORIGINAL: Macbeth
DIREÇÃO: Justin Kurzel
DURAÇÃO: 113min
GÊNERO: Drama
PAÍS: Reino Unido, França, EUA
ANO: 2015
5

Quando estreou no Festival de Cannes, no começo do ano, a nova versão cinematográfica de Macbeth causou furor não pelo filme em si, mas pela atuação de seu casal protagonista, formado por Michael Fassbender e a sempre excelente Marion Cotillard. Ambos realmente brilham no par de personagens que é provavelmente o suprassumo da história do teatro, mas, muito mais que elenco, Macbeth e a direção certeira do novato Justin Kurzel relembram que Shakespeare é um escritor destinado a nunca envelhecer.

Ambientado na Escócia medieval, Macbeth acompanha a busca por poder e renome do personagem título (Michael Fassbender). Após comandar a vitória do exército escocês em uma guerra civil, Macbeth recebe uma profecia de três bruxas, que dizem que um dia ele se tornará rei. Encorajado por sua esposa, Lady Macbeth (Marion Cotillard), o guerreiro assassina o atual monarca e toma o trono para si.

40bc840a534642dd5228b2ffe7dbe70fac69445c.jpg__1920x1080_q85_crop_upscale

A versão de Kurzel para Macbeth é extremamente fiel à obra shakespeariana. Sem invencionices na trama, os roteiristas mantiveram linha por linha dos principais diálogos da peça. O modo rebuscado e antigo de seus personagens falarem torna a história densa e metafórica e, mesmo que isso canse boa parte do público, é interessante vermos um longa tão conservador em um mundo habituado com as adaptações mirabolantes que acometem outros clássicos – como o recente Pan.

Além disso, a linguagem antiquada garante que o filme não perca a força de nenhum dos grandes momentos da obra, como o solilóquio de Lady Macbeth, já no fim da trama (“Out damned spot, out I say!”), que Cotillard tira de letra, por sinal.

MacBethFassbender-xlarge

Por esses aspectos, muitos podem dizer que falta ousadia ao trabalho de Kurzel, já que não tem uma personalidade própria. Mas talvez a verdadeira ousadia esteja justamente em recontar uma obra de quatrocentos anos da maneira como ela foi originalmente concebida. E mais: a equipe de Macbeth fez isso sem violar, em qualquer ponto, a profundidade e beleza do livro de Shakespeare.

Em todos os momentos vemos crítica e tensão em Macbeth. Com seu final trágico percebemos toda a violência presente não nas guerras, mas na alma humana. Shakespeare explora muito bem os desejos e ímpetos mais obscuros dos homens, algo que é bem traduzido no filme. Todos esses sentimentos se repetem, sem fim, o que torna a trama tão atual, mesmo sendo ambientada há séculos.

macbeth-2-reelgood

Mesmo que o filme seja em sua totalidade excelente, o destaque fica, claro, com Fassbender e Cotillard, que parecem ter nascido para os papeis. Seus olhares, o jeito de falar e tudo, absolutamente tudo em suas atuações consegue passar todos os simbolismos presentes na obra. Os atores alternam entre os momentos de frieza e loucura com facilidade, se entregam aos personagens, e acabam por figurar entre os grandes trabalhos do ano. Seria uma pena não ver Cotillard indicada ao Oscar em 2016.

Macbeth pode ser cansativo, mas reproduz com maestria toda a profundidade de Shakespeare. Poderia haver uma pequena assinatura de seu diretor, Justin Kurzel, mas isso não faz com que o filme perca qualidade, nem deixe de se destacar em meio às outras tantas adaptações das obras do escritor inglês. O visual é de tirar o fôlego, os figurinos e maquiagem são ótimos e, juntando os aspectos técnicos com elenco, roteiro e direção,  temos aqui um grande filme, capaz de atingir e fazer refletir qualquer audiência e que, mesmo se tratando de guerra, é bonito de uma maneira bastante particular.


Anúncios

Um comentário sobre “Macbeth: Ambição e Guerra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s