10 mães do cinema

Padrão

Fantine

Anne Hathaway

Os Miseráveis, 2012

movies_les_miserables_still_2

A vida de Fantine (e da maioria dos seus companheiros de trama) não foi fácil. Para proteger sua filha, pela qual nutria um amor extremamente forte, a personagem de Victor Hugo precisou vender seus cabelos e dentes. Tudo isso para garantir que a pequena Cosette tivesse conforto nas mãos dos cruéis Thernardier.

Momento coruja: antes de interpretar a clássica canção I Dreamed a Dream, Fantine se vê obrigada a se prostituir para salvar Cosette, que estaria doente.


Mrs. Gump

Sally Field

Forrest Gump, 1994

8159d061bf

A mãe do famoso Forrest era uma mulher pacata, a imagem de uma típica mãe do sul dos EUA. O que a diferencia das outras, no entanto, é seu amor pelo filho. Sempre preocupada com Forrest, a senhora Gump dedicou sua vida ao protagonista.

Momento coruja: Mrs. Gump, buscando uma boa educação para Forrest, se envolve sexualmente com o diretor da melhor escola da região, para garantir uma vaga para seu filho.


Molly Weasley

Julie Walters

Harry Potter, 2001 – 2011

Harry-Mrs-Weasley-harry-potters-women-772524_428_285

Na ausência de seus pais, Harry Potter descobriu que era um bruxo e, nesse processo, conheceu várias mães que tocaram sua vida, cada uma à sua maneira: Tonks e Narcisa Malfoy são só alguns exemplos. A que teve mais impacto em sua história e que, de certa forma, preencheu, com sua família, o vazio deixado pelos Potter, foi Molly.

Momento coruja: no último filme, quando Bellatrix ameaça sua filha Gina, Molly solta uma frase que já se tornou clássica: “Minha filha não, sua vadia!”. Ah, e claro, ela dá o troco na vilã.


Donna Sheridan

Meryl Streep

Mamma Mia!, 2008

donna-and-sophie_mamma-mia

Donna engravidou cedo e, na ausência de um pai para o seu bebê, criou Sophie sozinha, passando por cima de todas as dificuldades, principalmente as financeiras, e deixando para trás o sonho que tinha com o grupo musical Donna and The Dynamos.

Momento coruja: quando Donna acompanha Sophie até o altar, no dia de seu casamento.


Kala

Glenn Close

Tarzan, 1999

0412b-kala

Somente o instinto materno levaria a gorila Kala até a casa abandonada dos pais biológicos de Tarzan, encontrando e salvando o bebê do ambiente em que estava. Apesar das claras diferenças, a personagem cria o protagonista com muito carinho e dedicação.

Momento coruja: todas as vezes em que Kala precisou enfrentar seu marido, o esquentado Kerchak, para defender Tarzan.


Mrs. Darling 

Olivia Williams

Peter Pan, 2003

db6aa78e89d78b827ff0013346502859

Quando seus três filhos voam para a Terra do Nunca, a senhora Darling fica com o coração na mão, como qualquer boa mãe. Ela passa todas as noites no quarto de Wendy, João e Miguel, deixando a janela sempre aberta para o dia em que eles voltassem.

Momento coruja: quando os três finalmente retornam, a senhora Darling decide adotar todos os Meninos Perdidos. Sempre cabe mais um no coração de uma mãe!


Eva Khatchadourian

Tilda Swinton

Precisamos Falar Sobre o Kevin, 2011

600full-we-need-to-talk-about-kevin-screenshot

A convivência entre Eva e Kevin foi complicada desde os primeiros dias de vida do garoto. Sempre rejeitada pelo filho, a personagem de Tilda Swinton tenta agradar e se aproximar de Kevin, mesmo quando ele é extremamente cruel com ela.

Momento coruja: depois de toda a barbárie provocada pelo maldoso Kevin, que, de certa forma, acaba com a vida de Eva, a mãe continua visitando o filho e tentando se aproximar dele.


Peg Boggs

Diane Wiest

Edward Mãos de Tesoura, 1990

H0zNDHH

Peg pode parecer uma mãe bastante comum, mas adotar Edward foi um ato de extrema ternura, principalmente devido à condição do garoto. Ela cuida dele com delicadeza e, em nenhum momento, tem medo do Mãos de Tesoura, mesmo quando ele provoca caos e destruição na pequena cidade em que vivem.

Momento coruja: comprometer a sua tradicional festa de Natal e suas amizades para ficar ao lado de Edward, já que todos têm medo dele, é um ato próprio de um coração materno.


Sophie Zawistowski

Meryl Streep

A Escolha de Sofia, 1982

sophies-choice

O lado materno de Sofia é apresentado por um curto período. Todas as tristezas e frustrações da vida da personagem, porém, remetem ao passado sombrio que teve ao lado de suas duas crianças, o que impediu que ela levasse uma vida normal.

Momento coruja: o momento da escolha. Além de quebrar os corações de todos, Sofia se recusa, até o último segundo, a acatar a cruel ordem de um oficial nazista (essa é para aqueles que já viram o filme).


Christine Collins

Angelina Jolie

A Troca, 2008

24chan.xlarge2

Christine passa todo o filme procurando por seu filho, que desaparece no fim da década de 1920. A protagonista se recusa a desistir, mesmo quando todos dizem que não há esperança.

Momento coruja: todas as vezes em que Christine, uma mulher extremamente corajosa, enfrenta a polícia de Los Angeles para ter seu filho de volta.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s